0 em Maternity Series/ Peripécias de Mãe

Natação para Bebês

Desde que descobri que estava grávida, fiz listas (e mais listas das listas) sobre tudo! Das mais normais (enxovais, compras, quartinho, saúde da mamãe e do bebê, exames) até aquelas que o márrid fala: ‘só você que faz uma lista dessas’! Se sou só eu, eu ainda não sei, mas eu sempre me senti mais segura quando tenho listas, cronogramas e uma visualização de tempo e espaço do que preciso fazer!

Então, a maluca das listas aqui, resolveu criar um cronograma para as ‘atividades que o Tito’ teria desde que saísse da maternidade! (;

Algumas coisas foram utópicas, outras não rolaram porque a maternidade é uma surpresa todos os dias e outras funcionaram super bem (e a maioria delas foram as que eu fiz questão que funcionassem… é sempre assim, né?).

Uma das ‘tarefas’ que estava na minha lista para os 3 meses do Tito era procurar uma escola de natação para bebês. Eu pensava que bebês poderiam nadar a partir dos 4 meses! Todas as escolas da minha cidade que liguei, só aceitavam bebês a partir dos 6 meses. Na consulta médica de 5 meses do Tito, a pediatra o liberou para natação e, com o atestado em mãos, fui até a escola que havia escolhido. Os fatores na escolha da escola foram: preço, proximidade de casa, tratamento de água sem cloro e grade com os horários que fossem melhor para o Tito e para mim. Com o atestado, eles o liberaram para começar as aulas! E assim a vida esportista do Tito começou! Hahahahah… Ele ainda não entende.. mas tem algumas coisas que não abro mão na educação dele, e uma delas é a prática de pelo menos um esporte! Até agora ele pratica natação, arremesso de objetos e muita (muita, muita!) corrida! (;
Hoje, quase um ano depois dele ter começado, posso dizer com certeza que foi uma das melhores escolhas que fizemos para ele! Como ele se desenvolveu!! Ama nadar, ama água e não tem medo de se jogar (esse é um dos perigos!).

Os bebês têm uma facilidade enorme para se adaptarem à água. Então, o processo é quase natural! Com poucas aulas ele já começou a mergulhar sem engolir água, bater os pezinhos e acompanhar as atividades. Hoje, ele nada praticamente sozinho (com o espaguete) e eu tenho uma ‘folguinha’ nos braços.

Listei alguns benefícios deste um ano de experiência… Talvez possa te ajudar a decidir!

*Equilíbrio – Logo nas primeiras aulas, a professora disse que um dos exercícios que eles faziam ajudaria muito no futuro quando eles andassem. Tito entrou na natação na mesma época que começou a engatinhar (ele engatinhou com 5 meses, primeiro de ré por umas 3 semanas) e logo vi como as  engatinhadas dele mudaram rapidinho. Em poucos dias ele já estava mais rápido, bem mais firme e engatinhando para a frente! Coincidência ou não, ele também andou muito cedo. Com 10 meses deu seus primeiros passinhos e não parou mais! Hoje andar não é mais opção… a corrida é muito mais legal na opinião dele, mesmo que for da sala para a cozinha.

*Socialização  – Além da Igreja, a natação é o local onde o Tito tem mais relacionamento com as crianças da mesma idade que ele toda semana. Ele fez amigos (e a melhor amiga, Alice!) e fica super feliz em vê-los nas aulas e mais ainda em brincarem juntos nas atividades. Sem falar que nós, os pais, também fazemos amizades e trocamos muitas experiências dos nossos pequenos. Todo mundo ganha!

*Participação dos pais – Qualquer atividade onde os pais dedicam 100% do tempo exclusivamente para seus filhos é especial! No caso da natação, um dos benefícios é não ter nem interrupção de celular! Aquele tempo será totalmente usado para você estar ali com seu bebê. E como eles gostam disso! Uma das coisas que notei, foi que os bebês que mais gostam de nadar são aqueles que as mamães ou papais estão empenhados em fazerem a aula junto com seus bebês. Têm pais que não gostariam de estar ali… E os bebês acabam sentindo isso! Muitos não gostam de nadar e passam a aula toda chorando. Outro benefício é que essa atividade pode ser revezada entre os pais. O márrid conseguiu ir em algumas aulas com o Tito e ele adorou! Sem falar que com o papai ele não teve descanso… André fez literalmente tudo o que a professora falou, incluindo fazer com que ele mergulhasse até o fundo da piscina! hahaha

*Saúde – Os pediatras do Tito nos orientaram a levá-lo na natação mesmo no inverno, em dias frios. No começo fiquei em dúvida, tão pequeninho, parecia que iria fazer mal. Mas Tito nunca se resfriou por causa da natação. É claro que existe todo um cuidado quando ele sai da piscina em dias frios! Muito agasalho para enfrentar o choque térmico do calor da piscina e das temperaturas frias de fora.  A única vez que ficou resfriado, foi reação da própria vacina de gripe. Acredito que a imunidade dele tenha ficado mais forte. Outro benefício que noto é o sono. Tito dorme super bem depois das aulas! Sem falar que a natação fortalece o sistema respiratório, a coordenação motora, o equilíbrio e estimula o afeto entre os pais e o bebê.

Cada bebê tem um ritmo e suas particularidades! O que posso falar pela nossa experiência é que a natação só fez bem para o Tito! Nas férias de verão agora, Tito foi independente o tempo todo! Nadou ‘sozinho’ e se divertiu muito nas piscinas! Se você tiver oportunidade e um bebê, eu indico! (;




Recomendado para você

Nenhum Comentário

Deixe uma resposta