2 em Livros

let's talk…books! | Férias

ps: se você tem menos de 20 anos, ao invés de ler este livro, clique aqui! garanto que a diversão é maior! (;
vou contar a verdade… só comprei o livro porque estava em uma promoção (R$ 5) e porque ele era tão pequeno que iria caber perfeitamente dentro da bolsa sem muito volume. todo mundo precisa de um livro dentro da bolsa, certo? eu sempre tenho um, mas nem todos eram pequenos como este. (para mais livros pequenos acesse este site).
não gostei do livro no começo (a maior parte das vezes é assim). já li outros livros da autora e gosto (em partes) do jeito como ela escreve. é engraçado, é real, tem detalhes e… muito palavrão. estas duas últimas características são as que mais me incomodam. às vezes não precisam de tantos detalhes e o palavrão não é necessário nunca. não prá mim. mesmo assim, segui em frente com a leitura. normalmente era quando estava em alguma sala de espera (‘yay, tem alguma coisa prá ler na bolsa!’) ou em alguma fila (‘o livro, ainda bem!!‘) ou esperando o mr. (‘tic-tac-tic-tac’ = mais algumas muitas páginas lidas). na última semana me empolguei pela história e não sosseguei até acabar. a história é a seguinte: rachel é uma dependente de drogas. ela é a única que não percebe isso. depois que ela quase morre por causa de uma overdose, a família decide tirá-la de nova york e levá-la de volta à irlanda (sua terra natal) onde eles a internarão em um centro de reabilitação. antes de ir, ela perde o emprego, a melhor amiga e o namorado. no caminho para a irlanda ela se convence que um tempo em um centro de reabilitação iria fazer bem prá ela. afinal, todo centro de reabilitação tem gente famosa, piscinas, hidromassagens, dietas especiais e terapeutas. que mal há nisso? ao contrário de suas fantasias e expectativas, o claustro (o centro de rehab) é um local onde os internos preparam sua comida, limpam e passam o dia todo sendo massacrados pela realidade de suas vidas. rachel passa a maior parte do livro crescendo, amadurecendo e aceitando sua dependência. é engraçado… é triste… eu chorei!
segundo o site da autora, este livro virará filme no próximo ano!

Recomendado para você

2 Comentários

  • Responder
    luludi
    setembro 27, 2011 às 3:17 pm

    Eu entendo que o livro passa uma mensagem e tudo..mas no fim das contas não gostei muito. Acho q foi o segundo livro dela q eu li, não gostei mt do outro tb não. (Um best-seller para chamar de meu)

  • Responder
    thifani
    outubro 3, 2011 às 7:18 pm

    eu gostei da mensagem. adoro quando os(as) protagonistas passam por várias coisas, chegam ao fundo do poço e conseguem ‘vencer’ no final! 😉 o outro livro ‘um best-seller para chamar de meu’ eu já li e adorei. mas foi em uma situação que eu não tinha nem internet prá me distrair… então pode ter sido esse o motivo. vou ler de novo e te conto se vai ter o mesmo efeito! 😉

  • Deixe uma resposta